Passo a passo: aprenda como criar o Produto Mínimo Viável da empresa

produto minimo viavel

Passo a passo: aprenda como criar o Produto Mínimo Viável da empresa

O que empresas como Uber, Alibaba e Nubank têm em comum? Todas elas começaram a partir de um MVP. Esse tipo de solução é uma forma inteligente de colocar uma ideia no mercado, reduzindo custos de implantação e utilizando a própria dinâmica de interação junto aos consumidores para fazer testes e ajustar o que for preciso antes de escalar o negócio.

No artigo de hoje, explicarei a você sobre o Produto Mínimo Viável, como criá-lo, e mostrarei os motivos que o fazem ser tão importante para sua empresa!

O que é o MVP?

MVP, sigla em inglês para Minimum Viable Product, ou Produto Mínimo Viável, é uma técnica de desenvolvimento na qual um novo produto ou modelo de prestação de serviços é desenvolvido com recursos suficientes para satisfazer os clientes iniciais.

Dessa forma, a empresa pode considerar os feedbacks desses primeiros usuários para posteriormente trabalhar em uma versão mais completa, que será comercializada em escala. O conceito foi popularizado por Eric Ries, consultor de startups.

O MVP é, portanto, a versão mais simplificada de um produto que ainda pode ser lançado. Isso é fundamental de ser ressaltado, pois algumas pessoas fazem confusão com o conceito. O Produto Mínimo Viável precisa resolver o problema a que se propõe e não ser apenas uma parte da solução projetada.

Como criar um Produto Mínimo Viável?

Construir um MVP implica em encontrar o equilíbrio certo entre o que sua empresa está oferecendo aos usuários e o que os usuários realmente precisam. O objetivo do MVP é testar a hipótese minimizando os erros. Um MVP ajuda na coleta de feedbacks de qualidade, segmentando grupos específicos ou tipos de usuários.

O MVP tem tudo a ver com testar sua ideia e descobrir exatamente o que funcionará para garantir que as necessidades dos clientes sejam atendidas. Se tudo foi feito corretamente, será muito mais fácil finalizar o produto e comercializá-lo depois.

Pesquisa de mercado

Às vezes, podemos ter ideias que parecem brilhantes, mas que não se encaixam nas necessidades dos consumidores. Antes de iniciar um projeto, verifique se suas suposições podem realmente atender às expectativas dos usuários-alvo.

Realize pesquisas para validar suas hipóteses. Quanto mais informações você tiver, maiores serão suas chances de sucesso. Além disso, não se esqueça de ficar de olho no que seus concorrentes oferecem e como você pode tornar sua ideia única.

Processo de design e Experiência do Usuário

Qual o valor que seu produto oferece? Como pode beneficiar os usuários? Por que será a melhor escolha para os consumidores? Você precisa ter clareza sobre essas questões. Deve também ter boas estimativas sobre o funcionamento e os custos de seu produto.

Projete a solução de maneira conveniente para os usuários. Você precisa analisá-la a partir da perspectiva de quem utilizará o produto, desde o contato inicial até a finalização da compra e da entrega.

Lista de recursos

É importante estabelecer tudo o que será necessário para a criação do MVP, começando pela equipe de trabalho até os insumos e tecnologias que estarão disponíveis aos usuários nessa versão inicial.

Priorize aquilo que de fato agregue valor e que permita colocar o produto no mercado o mais rápido possível. Pode ser interessante o desenvolvimento de um protótipo para simplificar essas análises.

Estabelecimento do MVP

Depois de ter decidido sobre as principais características e ter aprendido sobre as necessidades do mercado, você pode criar o seu MVP. Tenha em mente que, mesmo sendo uma versão inicial, as dores dos clientes precisam ser solucionadas e você deve prezar pela qualidade desde então.

Primeiro, o escopo do trabalho é definido e o produto é movido para o estágio de desenvolvimento. Após a conclusão do desenvolvimento, o produto precisa ser testado. A partir daí, você pode comercializar em pequena escala e então se valer das experiências de uso desses primeiros consumidores para fazer os ajustes eventuais em sua ideia.

O Produto Mínimo Viável, ou Minimum Viable Product, sem dúvidas, uma forma excelente de colocar ideias em prática. Simplifica o desenvolvimento e oferece um conjunto de informações bastante significativas, com maior agilidade do que em processos convencionais.

Quais suas impressões sobre o MVP? Não deixe de compartilhar conosco deixando seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *